Marca da UFG - Universidade Federal de Goiás

Residência

ASPECTOS GERAIS

A Residência Multiprofissional em Área Profissional da Saúde, conforme Art. 1º da Portaria Interministerial MEC/MS nº 1.077, de 12 de novembro de 2009, constitui-se em modalidade de ensino de pós-graduação lato sensu destinada às profissões que se relacionam com a saúde, sob a forma de curso de especialização caracterizado por ensino em serviço, com carga horária de 60 (sessenta) horas semanais e duração mínima de 2 (dois) anos.

Compete à Comissão de Residência Multiprofissional em Saúde e Residência em Área Profissional em Saúde da Universidade Federal de Goiás (COREMU/UFG), estabelecida pela Lei Federal n. 11.129/2005, a supervisão e a coordenação das atividades inerentes ao Processo Seletivo. O Centro de Seleção da UFG  (www.cs.ufg.br) é responsável pela realização e a execução de todas as atividades necessárias à realização do Processo Seletivo de residentes. Por sua vez, cabe à Coordenação dos Programas de Residência em Área Profissional da Saúde (PRAPS) da EVZ/UFG gerenciar as atividades do residentes na unidade com o apoio do Núcleo Docente Assistencial Estruturante (NDAE).

Os PRAPS/EVZ/UFG são constituídos pelos programas de Anestesiologia e Emergência, Clínica e Cirurgia de Grandes Animais, Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais, Diagnóstico por Imagem, Laboratório Clínico Veterinário, Medicina Veterinária Preventiva, Patologia Animal e Toxicologia Veterinária cujas descrições detalhadas seguem abaixo.

COORDENAÇÃO DOS PRAPS/EVZ/UFG

Aline_1


Profa. Aline Maria Vasconcelos Lima
Cargo: Coordenadora
E-mail: residencia.evz@ufg.br
Sandro 2


Prof. Sandro de Melo Braga
Cargo: Subcoordenador
E-mail: residencia.evz@ufg.br
Luciana Macedo 2


Téc. Adm. Luciana de Deus Macêdo
Cargo: Secretária
E-mail: lumadedeus21@ufg.br
Telefone: (62) 3521-1588 (período matutino)


COMPONENTES DO NDAE/PRAPS/EVZ/UFG (2020-2021)

Aline_1



Profa. Aline Maria Vasconcelos Lima
Presidente
 Foto_Adilson_Terno




Prof. Adilson Donizeti Damasceno
Representante do Programa de Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais
Alvaro




Profa. Álvaro Ferreira Júnior
Representante do Programa de Sanidade Animal
Ana Flávia 1



Profa. Ana Flávia Machado Botelho
Representante do Programa de Toxicologia Veterinária
Dionisio



Prof. Antônio Dionísio Feitosa Noronha Filho
Representante do Programa de Clínica e Cirurgia de Grandes Animais
Danieli 1



Profa. Danieli Brolo Martins
Representante do Programa de Patologia Clínica
Filipe Sales 1



Serv. Téc. Adm. Filipe Augusto Sales Gomes
Representante dos Preceptores dos Residentes
Leandro 1



Prof. Leandro Guimarães Franco
Representante do Programa de Anestesiologia e Medicina de Emergência
Moema 2



Moema Pacheco Chediak Matos
Representante do Programa de Patologia Animal
Naida 2



Profa. Naida Cristina Borges
Representante do Programa de Diagnóstico por Imagem
Sandro 2



Prof. Sandro de Melo Braga
Representante dos Tutores dos Residentes


PROGRAMAS


A) ANESTESIOLOGIA E MEDICINA DE EMERGÊNCIA

  • Justificativa:
    O Programa de Residência em Medicina Veterinária em Anestesiologia e Medicina de Emergência é fundamental, pois viabiliza o desenvolvimento das atividades de outras áreas da Residência como Clínica, Cirurgia, Patologia Clínica, Sanidade Animal e Diagnóstico por imagem. Além disso, garante segurança e qualidade na realização de procedimentos clínicos, cirúrgicos e diagnóstico no ambiente hospitalar. A contribuição da área vai além do Serviço de Anestesiologia, uma vez que também envolve os serviços de Emergência e Ambulatório de Dor, que contribuem para a promoção e manutenção do bem-estar, não só de animais de companhia, como também das pessoas, pois nos dias de hoje é cada vez maior a influência dos animais de companhia dentro do núcleo familiar, podendo ser benéficos ou se tornar num fator de discórdia ou de risco à saúde de um ou de todos os membros da família. Por outro lado, o Programa também prevê o fornecimento de suporte às atividades desenvolvidas em animais de produção, dentro ou fora do Hospital-Escola, permitindo a realização de diversos procedimentos a campo com maior segurança e qualidade para outros profissionais, alunos, proprietários e outras pessoas envolvidas nesses procedimentos.

  • Objetivos específicos: Oferecer treinamento na classificação do risco anestésico de pacientes, na interpretação dos exames diagnósticos complementares, na elaboração de protocolos de anestesia, na monitoração anestésica e na solução das principais intercorrências anestésicas. Capacitar o residente para realizar procedimentos anestésicos de diferente complexidade em animais de companhia no ambiente hospitalar. Preparar o residente para a realização de procedimentos anestésicos simples e complexos em animais de produção (bovinos, pequenos ruminantes e equinos), a campo, em propriedades rurais. Fornecer os conceitos básicos de treinamento necessário para o atendimento de pacientes no ambulatório de emergência de animais de companhia. Formar profissionais conscientes sobre a importância do bem estar animal, por meio da melhoria da qualidade de vida propiciada pelo tratamento das dores agudas pós traumáticas e pós-operatórias e das dores crônicas.

B) CLÍNICA E CIRURGIA DE GRANDES ANIMAIS

  • Justificativa: O programa viabiliza o desenvolvimento de conhecimento técnico específico com o intuito de atender o produtor rural, tanto no que diz respeito à melhoria das práticas de manejo, as quais favorecem a otimização da  produção de carne, leite e seus derivados, quanto na prevenção e cura de doenças, o que influencia diretamente nas condições de saúde da população, já que muitas doenças que acometem o homem podem ser adquiridas a partir do contato com animais ou ingestão de alimentos de origem animal. Em relação aos equinos, com o crescimento da atividade do agronegócio do cavalo em Goiás, a demanda por profissionais especializados em clínica e cirurgia desta espécie, bem como a exigência dos proprietários em relação à qualidade dos serviços prestados pelo profissional da área, sustentam a necessidade de aumentar o número de profissionais formados que estejam aptos a exercer atividades especializadas para atender essa demanda. A residência em Medicina Veterinária em Clínica e Cirurgia de Grandes Animais é essencial para formar profissionais com esta capacidade.

  • Objetivos específicos: Treinar médicos veterinários capacitados a realizar exames clínicos criteriosos, colheita de materiais biológicos, necropsias, cirurgia geral e específica, interpretação de exames laboratoriais, o que permite que seja oferecido serviço de qualidade por parte do profissional. Como treinamento de qualidade, o profissional é capaz de chegar a diagnósticos definitivos mais precisos e, consequentemente, oferecer tratamentos mais eficazes aos pacientes. Além disso, com o programa específico da área de clínica e cirurgia de grandes animais, o residente é treinado a orientar o produtor rural quanto ao manejo de animais destinados à produção de carne ou leite, bovinos de elite e equinos utilizados no trabalho nas propriedades. Finalmente, o profissional formado neste programa estará em capacidade de dar apoio aos órgão públicos na identificação de focos de doenças, como febre aftosa, brucelose, raiva e tuberculose, contribuindo também no planejamento e execução de estratégias de prevenção e controle.


C) CLÍNICA E CIRURGIA DE PEQUENOS ANIMAIS

  • Justificativa: A Residência em Medicina Veterinária em Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais objetiva oferecer um programa de atividades de ensino eminentemente prático, em que os estudantes possam aplicar os conhecimentos teóricos adquiridos ao longo dos cinco anos de graduação, no atendimento de cães e gatos acometidos por doenças de diversas naturezas. Ao passo que realizam as atividades propostas, aguçam suas habilidades no diagnóstico clínico e aprimoram as estratégias de prevenção, controle ou cura de doenças. Na essência, este projeto tem um importante papel no aperfeiçoamento de médicos veterinários recém-egressos, tornando-os mais aptos a atuarem no mercado de trabalho, tanto em estabelecimentos particulares quanto em instituições públicas, oferecendo atendimento de excelente nível. O atendimento clínico e cirúrgico em pequenos animais é bastante demandado por parte da comunidade e, consequentemente, imprime intenso funcionamento de rotina no Hospital Veterinário da UFG, o que requer dos pós-graduandos eficiência no atendimento e análise crítica de informações emitidas pelo proprietários, dos sinais clínicos observados no paciente e dos resultados de exames complementares que, mescladas a uma conduta profissional exemplar, constituirão ingredientes de uma ótima receita de aprimoramento.

  • Objetivos específicos: Oferecer ensino teórico-prático científico na área de clínica e cirurgia de pequenos animais; Promover o desenvolvimento do conhecimento na prática da clínica e cirurgia de pequenos animais, aperfeiçoando-o na execução da avaliação clínica, do diagnóstico e da terapêutica; Favorecer a troca de experiência entre o residente e profissionais mais experientes, como os professores e médicos veterinários do quadro efetivo de servidores da UFG que atuarão como orientadores ou preceptores; Desenvolver senso ético de responsabilidade inerente ao exercício da atividade profissional, formando um profissional capacitado para entender o impacto da interação animais de estimação/ser humano na saúde individual e coletiva, se tornando mais uma ferramenta na prevenção de zoonoses, no controle da população de animais errantes e na melhoria da qualidade de vida dos animais e das pessoas.


D) DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

  • Justificativa: O Programa de Residência em Diagnóstico por Imagem na Medicina Veterinária é fundamental, pois viabiliza o desenvolvimento das atividades de outras áreas da Residência como Clínica, Cirurgia e Anestesiologia. Além disso, garante segurança e qualidade na realização de procedimentos clínicos e cirúrgicos no ambiente hospitalar. A contribuição da área vai além do Diagnóstico puro, uma vez que é fundamental para avaliações prognósticas e de acompanhamento nos tratamentos clínico-cirúrgicos praticados pelas equipes. Outro papel importante da Imaginologia está no diagnóstico de apoio imediato para o serviço de Emergência, contribuindo com a precisão necessária que o profissional da área de saúde requer neste momento. Como consequência, o Programa de Residência em Diagnóstico por Imagem na Medicina Veterinária auxilia na promoção e manutenção do bem-estar, não só de animais de companhia, como também das pessoas, pois nos dias de hoje é cada vez maior a influência dos animais de companhia dentro do núcleo familiar, podendo ser benéficos ou se tornar num fator de discórdia ou de risco à saúde de um ou todos os membros da família. Afinal, o Programa também prevê o fornecimento de suporte às atividades desenvolvidas em animais de produção, dentro ou fora do Hospital-Escola, permitindo a realização de diversos procedimentos a campo com maior segurança e qualidade para outros profissionais, alunos, proprietários e outras pessoas envolvidas nos procedimentos.

  • Objetivos específicos: Oferecer treinamento para o emprego e interpretação dos exames de radiologia e ultrassonografia, considerando aspectos de elaboração de laudos, acompanhamento de pacientes e discussão dos casos com as demais áreas clínico-cirúrgicas de animais de companhia e animais de produção. Capacitar o residente para realizar os procedimentos radiológicos simples e com meios de contraste, conhecendo os aspectos de preparo do paciente e os riscos inerentes ao procedimento. Preparar o residente para a realização destes exames, no ambiente hospitalar e a campo, em propriedades rurais. Fornecer os conceitos básicos e o treinamento necessário para o atendimento de pacientes no ambulatório de emergência de animais de companhia. Formar profissionais conscientes sobre a importância do bem-estar animal, por meio da melhoria da qualidade de vida propiciada pela execução dos exames com o mínimo de estresse para os animais e com a menor exposição a radiação ionizante dos seres humanos envolvidos durante os procedimentos.


E) LABORATÓRIO CLÍNICO VETERINÁRIO

  • Justificativa: O treinamento especializado em Patologia Clínica é fundamental, pois permite o desenvolvimento das atividades de outras áreas da Residência como Clínica, Cirurgia, Sanidade Animal e Anestesiologia, garantindo a segurança e qualidade na realização de procedimentos clínicos, cirúrgicos e anestésicos no ambiente hospitalar. O Programa também prevê o fornecimento de suporte às atividades desenvolvidas em animais de produção e animais silvestres, dentro ou fora do Hospital-Escola, de modo a viabilizar a realização de diversos procedimentos a campo com maior segurança e qualidade para outros profissionais, alunos, proprietários e outras pessoas envolvidas nesses procedimentos. 

  • Objetivos específicos: Oferecer treinamento profissionalizante por meio de ensino teórico e prático na área de concentração Patologia Clínica. Capacitar o residente para o mercado de trabalho em sua área de especialização, integrando os conhecimentos específicos à atenção à saúde pública. Articular ações de prevenção de doenças como integrantes de equipes multidisciplinares aplicadas à assistência à saúde coletiva. Desenvolver senso ético de responsabilidade inerente ao exercício da atividade profissional, formando um especialista capacitado para entender o impacto da interação animais/ser humano na saúde individual e coletiva, se tornando mais uma ferramenta na prevenção de zoonoses, na melhoria da qualidade de vida dos animais e das pessoas, e na conservação ambiental.

F) MEDICINA VETERINÁRIA PREVENTIVA

  • Justificativa: A residência em Sanidade Animal poderá formar profissionais capacitados para atuar em diversos setores que colaboram direta e indiretamente com a saúde pública e economia do País.

  • Objetivos específicos: Oferecer ao residente treinamento nos diversos laboratórios do Setor de Medicina Veterinária Preventiva, permitindo-lhe se familiarizar com as técnicas de diagnóstico laboratorial das diferentes enfermidades. Capacitar o residente para abordagem nas diversas situações em que ocorrem casos esporádicos ou surtos de doenças em animais. Preparar o profissional para elaborar planos de controle e erradicação de doenças nos animais. Preparar um profissional que corresponda aos anseios da sociedade no que diz respeito no controle das zoonoses, de forma a impedir que estas sejam transmitidas às pessoas. Contribuir para o controle das enfermidades dos animais, permitindo maior produção de alimentos e cuidando para que estes alimentos cheguem à população com qualidade sanitária ideal.

G) PATOLOGIA ANIMAL

  • Justificativa: O Programa de Residência em Medicina Veterinária em Patologia Animal é fundamental, pois complementa o desenvolvimento das atividades de outras áreas da residência, como clínica, cirurgia, patologia clínica, sanidade animal e diagnóstico por imagem, especialmente porque compreende área básica do conhecimento que traz fundamentos estruturantes no entendimento das diferentes enfermidades que acometem os animais e, muitas vezes, o homem. A contribuição da área vai além da prestação de serviços na área de auxílio diagnóstico, uma vez que também envolve aspectos de prevenção e controle de enfermidades de acometimento individual ou coletivo, o que contribui para a promoção e manutenção do bem-estar, não só de animais domésticos, como também das pessoas, pois nos dias de hoje é cada vez maior a influência destes junto ao núcleo familiar e nas atividades profissionais relacionadas aos animais de produção. O programa prevê o fornecimento de suporte às atividades desenvolvidas dentro ou fora do Hospital-Escola, permitindo a realização de diversos procedimentos anatomopatológicos em campo, com maior segurança e qualidade para outros profissionais, alunos, proprietários e demais pessoas envolvidas nesses procedimentos.

  • Objetivos específicos: Oferecer treinamento na realização de diferentes procedimentos anatomopatológicos, incluindo a realização de diferentes técnicas de necropsia nas diversas espécies animais, a colheita, o acondicionamento e o envio de material biológico para diversos exames complementares de auxílio diagnóstico (toxicológico, bacteriológico, virológico, micológico), o processamento de amostras histológicas e citológicas, bem como a descrição morfológica dessas amostras, visando a interpretação da evolução da doença e a determinação do diagnóstico, seja este morfológico e/ou etiológico. Também será oferecido treinamento em técnicas de diagnóstico específicas, como aquelas que envolvem colorações especiais, métodos imunoistoquímicos e de biologia molecular, visando o completo entendimento da etiopatogenia das doenças e a excelência na qualidade diagnóstica. Ainda, capacitar o residente para realizar procedimentos anatomopatológicos de diferente complexidade em animais de companhia e de produção, de modo a formar profissionais conscientes quanto a importância de entender as alterações patológicas, o que, consequentemente, auxilia no controle, na prevenção e no tratamento das enfermidades dos animais e, muitas vezes, dos seres humanos, já que muitas apresentam caráter zoonótico e estão diretamente ligadas à saúde pública.


H) TOXICOLOGIA VETERINÁRIA

  • Justificativa: O Programa de Residência em Medicina Veterinária em Toxicologia Veterinária é fundamental, pois viabiliza o desenvolvimento das atividades de outras áreas da Residência, tais como, clínica, cirurgia, patologia clínica, anestesiologia, sanidade animal e diagnóstico por imagem, proporcionando uma maior interrelação com a vigilância sanitária no contexto da saúde pública. A toxicologia é uma ciência que cada vez mais ganha importância no cenário da saúde pública brasileira e mundial, sendo considerada multiprofissional e interdisciplinar, por agregar profissionais de diferentes áreas como da saúde, das ciências exatas e das ciências sociais. O Médico Veterinário ao participar do Programa de Residência na área de Toxicologia Veterinária estudará os efeitos nocivos das substâncias sobre os organismos vivos, avaliando os riscos dessas substâncias para a saúde humana. A contribuição da área vai além da prestação de serviços no auxílio diagnóstico, pois envolverá a orientação aos profissionais da saúde sobre os produtos tóxicos, confirmando ou não a toxicidade dos mesmos, informando sobre doses tóxicas ou letais, bem como o quadro clínico previsto para o caso. Além disso, orientará os proprietários de animais de companhia e produção a procurarem uma unidade de saúde quando suspeitar de risco à saúde. O programa prevê o fornecimento de suporte às atividades desenvolvidas dentro ou fora do Hospital-Escola, permitindo a realização de diversos procedimentos à campo, com maior segurança e qualidade para outros profissionais, alunos, proprietários e demais pessoas envolvidas nesses procedimentos.

  • Objetivos específicos: Desenvolver um raciocínio toxicológico acerca de mecanismos de ação, sintomatologia,consequências da intoxicação, medidas preventivas, estimativas de exposição, tratamentos farmacológico e não farmacológico, metodologias analíticas adequadas para diagnóstico complementar ou confirmação de casos de intoxicação. Aplicar alguns conceitos e técnicas, notadamente preventivos, no seu trabalho rotineiro com medicamentos e análises clínicas. Identificar, nos casos clínicos-toxicológicos, o conhecimento teórico, bem como aplica-lo na resolução dos mesmos e ampliar o entendimento de intoxicação, com o estudo das consequências reais para os animais atendidos e das sequelas subsequentes. Compreender e aplicar os conhecimentos sobre limites de tolerância e avaliação da toxicidade. Escolher um método analítico na literatura especializada e executá-lo adequadamente, incluindo o cálculo de parâmetros de validação das mesmas, tais como, sensibilidade, linearidade, precisão, exatidão, limite de detecção, limite de quantificação, seletividade e robustez. Orientar os proprietários sobre prevenção, primeiros socorros aos animais intoxicados e quando ocorrer envolvimento com humanos, orientá-los a procurar uma unidade de saúde. Repassar aos profissionais de saúde informações elaboradas sobre produtos tóxicos, confirmando ou não a toxicidade dos mesmos, informando sobre doses toxicas ou letais, bem como o quadro clínico previsto para o caso. Orientar profissionais de saúde que atuam no atendimento às vítimas de envenenamentos e acidentes com animais peçonhentos. Disponibilizar para o Centro de Informação Toxicológica de Goiás um banco de dados dos acidentes notificados no Hospital Veterinário quanto às intoxicações por: medicamentos, pesticidas, domino sanitários, plantas tóxicas, produtos químicos e outros.

ESTRUTURA CURRICULAR

Primeiro Semestre

  • Biossegurança
  • Discussões I
  • Emergências
  • Ética e Bioética
  • Introdução aos PRAPS
  • Políticas Públicas de Saúde e SUS I
  • Seminários I

Segundo Semestre

  • Anatomia Clínica de Grandes Animais
  • Epidemiologia e Zoonoses
  • Cirurgia de Grandes Animais
  • Cirurgia de Pequenos Animais
  • Clínica de Pequenos Animais
  • Discussões II
  • Seminários II

Terceiro Semestre

  • Anestesiologia
  • Diagnóstico por Imagem
  • Discussões III
  • Patologia Animal
  • Patologia Clínica
  • Seminários III
  • Toxicologia

Quarto Semestre

  • Bioestatística
  • Discussões IV
  • Metodologia Científica
  • Mostra de Monografias
  • Políticas Públicas de Saúde e SUS II
  • Seminários IV
  • Trabalho de Conclusão de Residência